bootstrap responsive templates

NOSSA HISTÓRIA

IGREJA PRESBITERIANA RENOVADA DE CAMPO MOURÃO

A 1ª Igreja Presbiteriana Renovada de Campo Mourão é fruto da obra de renovação espiritual que alcançou as Igreja Presbiteriana do Brasil e Presbiteriana Independente nas décadas de 60 e 70.

A 1ª IPRCM surgiu da fusão das Igrejas Cristã Presbiteriana e Presbiteriana Independente Renovada, estas duas igrejas surgiram do desejo de irmãos que quiseram ter uma experiência com o nosso Senhor Jesus Cristo e que também queriam viver uma vida de santidade com Deus e comprometidos com a sua palavra. A fusão oficial aconteceu na cidade de Maringá no dia 08 de janeiro de 1975, onde nasceu então a Igreja Presbiteriana Renovada.

O Pr. José Zaponi – um dos pioneiros da IPR e pastor fundador da 1ª IPR de Campo Mourão, se expressou com as seguintes palavras sobre o nascimento de mais um ramo do Presbiterianismo no Brasil: “...tudo se concretizou e hoje este povo pode dizer da grande vitória que goza neste dia quando o Senhor concedeu esta benção gloriosa de ver esta nova Igreja, confirmando assim o plano de Deus e que agora irmanados na mesma fé, reconhecendo em Cristo a salvação pelo seu sangue e renovados pelo Espírito Santo estão prontos para anunciar a salvação gloriosa de Jesus, o Salvador...”.

A 1ª IPRCM foi organizada no dia 02 de fevereiro de 1975, em uma Assembléia Geral Ordinária em seu templo sito a Av. Comendador Norberto Marcondes, 1273. A presidência da Assembléia esteve a cargo do Pr. José Zaponi. O texto lido pelo Pr. José Zaponi para meditação foi I Timóteo 3.1-16.

A Assembléia contou com a presença de 68 valorosos irmãos que foram os membros fundadores da igreja. Na seqüência da reunião foi feita a eleição para a escolha dos novos presbíteros, após a votação estes foram os quatro primeiros presbíteros eleitos pelo igreja: Armindo Lazarin, José Rodolfo Carvalho, Manuel Ribeiro de Souza e Joubert Alberto Martins.

Após escolhidos os Presbíteros, passou-se a eleição para escolher os novos diáconos, após feita a votação estes foram os primeiros diáconos eleitos pela igreja: Evaldo Eidan, José A. Oliveira, João Alves Rezende, Orlando Oliveira e Dirceu Bueno de Godoy.

Assim nasceu a 1ª IPR de Campo Mourão, e que com a graça de Deus já está com 31 anos de atividades em Campo Mourão e Região, pregando o evangelho salvador do nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo.


O Presbiterianismo e o Avivamento Espiritual

Esse avivamento foi caracterizado por um intenso desejo de conhecer mais a palavra de Deus, por uma ênfase ao estudo da doutrina do Espírito Santo e por uma vontade cada vez mais crescente em se consagrar ao Senhor Jesus, através da oração, da pregação ardorosa do Evangelho e a separação das práticas mundanas.

Por volta de 1962 teve início na Igreja Presbiteriana do Brasil de Goiânia e congregações um movimento de renovação espiritual, levando-as a buscar o batismo com o Espírito Santo e a renovação espiritual. Quatro núcleos da Igreja Presbiteriana do Brasil foram alcançados pelo avivamento espiritual, eram os presbitérios de Cianorte, Brasil Central, São Paulo e Vitória. Esses grupos se tornaram expressivos e formaram seus presbitérios isoladamente, separando-se da IPB e passaram a se chamar Igreja Cristã Presbiteriana – ICP.

Na Igreja Presbiteriana Independente, este avivamento teve início em julho de 1967, em uma campanha intitulada “Jesus é o Senhor” campanha esta que contava com a participação do Pr. Jobel Cândido Venceslau e onde ocorreu o primeiro batismo com o Espírito Santo. Em uma reunião do Sínodo Meridional da IPI em Londrina, no ano de 1968, muitos pastores tiveram uma experiência carismática, entre eles os pastores: Ner de Moura e Palmiro Francisco de Andrade. Em 7 de janeiro 1970, na Igreja de Campo Mourão, foram ordenados ao Sagrado Ministério os pastores Eleazar do Prado, Joel do Prado e Lauro Celso de Souza, que passaram a reforçar a obra de renovação espiritual. No ano de 1972 houve a cisão na IPI, separando aqueles irmãos que aceitavam a obra de renovação espiritual daqueles que não aceitavam.

Em uma reunião com os pastores: Palmiro Francisco de Andrade, Nilton Tuller e outros, fiou decidido a criação de uma nova denominação que passou a se chamar Igreja Presbiteriana Independente Renovada.


O Nascimento da IPRB

O avivamento experimentado por parte da IPB e IPI em algumas partes do Brasil como vimos levou ao nascimento de mais dois ramos presbiteriano, que foi o nascimento da Igreja Cristão Presbiteriana e a Igreja Presbiteriana Renovada Independente.

A Igreja Cristã Presbiteriana e Igreja Presbiteriana Independente Renovada tinham muitos pontos em comum e os pontos conflitantes eram insignificantes e resolvidos.

Durante algum tempo as duas denominações foram estreitando seus laços, e em algumas cidades os trabalhos eram realizados em conjunto, e a idéia de união foi se evidenciando automaticamente.

Após alguns encontros entre as diretorias das duas Igrejas, em 1974, na cidade de Assis, SP, houve uma importante reunião entre as diretorias que anteriormente havia formado um grupo de pastores para discutir a possibilidade de união, sendo listados doze pontos favoráveis a união das Igrejas, entre eles, a identidade de convicções doutrinárias.

E em outra reunião em 1974, na cidade de Arapongas, PR, entre as questões que haviam ficado pendentes da reunião realizada em Assis, ficou definido que o nome seria: Igreja Presbiteriana Renovada. Da ICP, uniram-se dois presbitérios do Brasil Central e o de Cianorte; da IPIR, entretanto, a adesão foi total.

Em 8 de janeiro de 1975, às 14h, foi realizada na cidade de Maringá, PR, a Assembléia extraordinária presidida pelo Pr. Nilton Tuller e secretariada pelo Pr. Jonathan Ferreira dos Santos, neste dia nasceu a IPRB.

Também nesta ocasião foi eleita a primeira Diretoria da recém organizada denominação, ficando assim constituída: Presidente: Pr. Abel Amaral Camargo; Vice-presidente: Pr. Celsino Marques de Azevedo, Secretário Executivo: Presbítero Dr. Jamil Josepetti, Primeiro Secretário: Presbítero Joel Ribeiro de Camargo; Segundo Secretário: Pr. Jonathan Ferreira dos Santos e Tesoureiro: Presbítero José Fernandes Pedrosa.

A primeira estatística da denominação apontou: 84 igrejas organizadas, 94 congregações das igrejas, 59 pastores, 89 evangelistas, 257 presbíteros, 278 diáconos, 8 presbitérios, 7 campos missionários, 8.335 membros, 12.497 alunos da EBD, 97 templos e salões, 26 casas pastorais, 34 terrenos , 776 assinantes do Jornal Aleluia e 60 alunos estudando teologia no Seminário e Instituto Bíblico de Cianorte (SIB).

Assim nasceu a Igreja Presbiteriana Renovada – futuramente passando a se chamar Igreja Presbiteriana Renovada do Brasil, fruto da obra de renovação espiritual vivenciada pelos presbiterianos nas décadas de 60 e 70.

PASTORES


O pastor é o ministro do evangelho apto para exercer a direção espiritual e administrativa de uma Igreja Local e a presidência do respectivo Conselho.

Mobirise

Pr José Zaponi

Pastoreou a igreja de 1975 a 1977.

Mobirise

Pr Enoch Pereira Borges

Pastoreou a igreja de 1980 a 1983.

Mobirise

Pr Anesio Massuia

Pastoreou a igreja de 1980 a 1983.

Mobirise

Pr Lauro Celso

Pastoreou a igreja de 1984 a 2019.

Mobirise

Pr Almir Rogério

2020 a ...